domingo, 3 de julho de 2016

Como o rei Josias morreu?

Ele teve uma morte tranqüila.
II Rs 22:20 - Pelo que eis que eu te ajuntarei a teus pais, e tu serás ajuntado em paz à tua sepultura, e os teus olhos não verão todo o mal que hei de trazer sobre este lugar. Então, tornaram a trazer ao rei a resposta.

Ele morreu em batalha.
II Rs 23:29-30 - Nos seus dias, subiu Faraó-Neco, rei do Egito, contra o rei da Assíria, ao rio Eufrates; e o rei Josias lhe foi ao encontro; e, vendo-o ele, o matou em Megido. E seus servos o levaram morto de Megido, e o trouxeram a Jerusalém, e o sepultaram na sua sepultura; e o povo da terra tomou a Joacaz, filho de Josias, e o ungiram, e o fizeram rei em lugar de seu pai.

II Cr 35:23-24 - E os flecheiros atiraram no rei Josias; então, o rei disse a seus servos: Tirai-me daqui, porque estou gravemente ferido. E seus servos o tiraram do carro, e o levaram no segundo carro que tinha, e o trouxeram a Jerusalém; e morreu, e o sepultaram nos sepulcros de seus pais; e todo o Judá e Jerusalém tomaram luto por Josias.
------------------------------------------------------------------------------
Descontradizendo:
Vamos ler todo o contexto:

II Rs 22:12-20
12 - E o rei mandou a Hilquias, o sacerdote, e a Aicão, filho de Safã, e a Acbor, filho de Micaías, e a Safã, o escrivão, e a Asaías, o servo do rei, dizendo:

13 - Ide e consultai ao SENHOR por mim, e pelo povo, e por todo o Judá, acerca das palavras deste livro que se achou; porque grande é o furor do SENHOR que se acendeu contra nós, porquanto nossos pais não deram ouvidos às palavras deste livro, para fazerem conforme tudo quanto de nós está escrito.

14 - Então, o sacerdote Hilquias, e Aicão, e Acbor, e Safã, e Asaías foram à profetisa Hulda, mulher de Salum, filho de Ticva, o filho de Harás, o guarda das vestiduras (e ela habitava em Jerusalém, na segunda parte) e lhe falaram.

15 - E ela lhes disse: Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Dizei ao homem que vos enviou a mim:

16 - Assim diz o SENHOR: Eis que trarei mal sobre este lugar e sobre os seus moradores, a saber, todas as palavras do livro que leu o rei de Judá.

17 - Porquanto me deixaram e queimaram incenso a outros deuses, para me provocarem à ira por todas as obras das suas mãos, o meu furor se acendeu contra este lugar e não se apagará.

18 – Porém ao rei de Judá, que vos enviou a consultar ao SENHOR, assim lhe direis: Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel, acerca das palavras que ouviste:

19 - Porquanto o teu coração se enterneceu, e te humilhaste perante o SENHOR, quando ouviste o que falei contra este lugar e contra os seus moradores, que seriam para assolação e para maldição, e rasgaste as tuas vestes, e choraste perante mim, também eu te ouvi, diz o SENHOR.

20 - Pelo que eis que eu te ajuntarei a teus pais, e tu serás ajuntado em paz à tua sepultura, e os teus olhos não verão todo o mal que hei de trazer sobre este lugar. Então, tornaram a trazer ao rei a resposta.

Do que o texto está falando?

O texto está dizendo que Deus julgaria Jerusalém e seus moradores pelos anos de idolatria e traição ao seu senhorio (vs.13-17);

Depois o texto diz que Deus mandou dizer a Josias que ele não veria com seus olhos este julgamento e que morreria em paz. Ou seja, que a respeito de ver Jerusalém ser destruída, Josias seria poupado e morreria em paz.

A pergunta que fica é:

Josias viu Jerusalém ser destruída?
R: Não!

Com relação a isto ele morreu ou não em paz?
R: Sim!

Outra questão está em II Rs 22:20 - “Pelo que eis que eu te ajuntarei a teus pais, e tu serás ajuntado em paz à tua sepultura,...”.

O texto parece dizer que Deus tomaria logo Josias, antes de Jerusalém ser destruída.

Depois que Josias morreu, Jeocaz reinou em seu lugar por 3 meses, depois Jeoaquim reinou onze anos e logo em seguida Nabucodonosor, rei da Babilônia, invadiu o país conforme II Rs 24:1-2:

“Nos dias de Jeoaquim, subiu Nabucodonosor, rei de Babilônia, contra ele, e Jeoaquim ficou três anos seu servo; depois, se virou e se revoltou contra ele. E Deus enviou contra Jeoaquim as tropas dos caldeus, e as tropas dos siros, e as tropas dos moabitas, e as tropas dos filhos de Amom; e as enviou contra Judá, para o destruir, conforme a palavra que o SENHOR falara pelo ministério de seus servos, os profetas".

Depois Joaquim reinou 3 meses, e foi levado prisioneiro para o exílio. Zedequias reinou em seu lugar 11 anos.

E numa investida rebelde contra Nabucodonosor, Zedequias condenou Jerusalém. A qual, foi totalmente destruída por Nabucodonosor 22 anos depois de Josias falecer.

Conclusão:
Josias não viu Jerusalém ser destruída e julgada pelos seus pecados. Deus o levou antes disto acontecer conforme havia lhe prometido.

Josias morreu jovem com 39 anos de idade. Se ele tivesse vivido mais 20 anos, teria visto Jerusalém ser destruída.

Deus não disse que ele não poderia morrer em alguma guerra, mas que morreria antes de ver Jerusalém ser destruída.

Deus deixou claro o tempo todo que traria o juízo independente do que Josias havia feito, ele condenaria Jerusalém pelos seus crimes.


Portanto, o termo "em paz" usado na profecia, dizia respeito a destruição de Jerusalém. E, no que diz respeito a isto, Josias morreu em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário