quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O que veio primeiro: o chamado de Pedro e André ou a prisão de João Batista?




A prisão de João Batista.
Mc 1:14-17 - E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho. E, andando junto ao mar da Galiléia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. E Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu farei que sejais pescadores de homens.

O chamado de Pedro e André.
Jo 1:40-42 - Era André, irmão de Simão Pedro, um dos dois que ouviram aquilo de João e o haviam seguido. Este achou primeiro a seu irmão Simão e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo). E levou-o a Jesus. E, olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).

Jo 3:22-24 - Depois disso, foi Jesus com os seus discípulos para a terra da Judéia; e estava ali com eles e batizava. Ora, João batizava também em Enom, junto a Salim, porque havia ali muitas águas; e vinham ali e eram batizados. Porque ainda João não tinha sido lançado na prisão.
------------------------------------------------------------------------------

Descontradizendo:

O relato de Mateus:
4:
12 – ”Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para a Galiléia”.

Obs1: O assunto divisor para Mateus é a prisão de João Batista. Portanto, tudo o que relata em seu testemunho acerca do ministério de Jesus, parte da prisão de João Batista em diante.

18 – ”E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores”.
19 – ”E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens”.
20 – ”Então, eles, deixando logo as redes, seguiram-no”.
21 – ”E, adiantando-se dali, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, num barco com Zebedeu, seu pai, consertando as redes; e chamou-os”.
22 – ”Eles, deixando imediatamente o barco e seu pai, seguiram-no”.

Obs2: Mateus não menciona o primeiro encontro de Jesus com André, Pedro, Tiago e João (conforme Jo 1:35-51). Mateus relata apenas o encontro de Jesus com os discípulos na praia (o que não significa que ele já não os conhecia).

Obs3: Mateus não menciona a cura da sogra de Simão.

Obs4: Parece ficar implícito que eles já o conheciam pela maneira instantânea que obedecem ao seu chamado. Será que se não o conhecessem teriam respondido tão rápido ao chamado?

Obs5: Mateus não relata a transformação de água em vinho.

Obs6: Mateus não relata a primeira purificação do templo.

Obs7: Mateus não relata o encontro de Jesus com Nicodemos.

_________________________________________________

O relato de Marcos:
1:
14 – ”E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus”
16 – ”E, andando junto ao mar da Galiléia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores”.
17 – ”E Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu farei que sejais pescadores de homens”.

Obs1: Marcos também não menciona o primeiro encontro de Jesus com André, Pedro, Tiago e João (conforme Jo 1:35-51). Marcos relata apenas o encontro de Jesus com os discípulos na praia (o que não significa que ele já não os conhecia).

Obs2: Marcos também não menciona a cura da sogra de Simão.

Obs3: Também deixa implícito que eles já o conheciam pela maneira instantânea que obedecem o seu chamado.

Obs4: Marcos também não relata a transformação de água em vinho descrita por João.

Obs5: Marcos também não relata a primeira purificação do templo.

Obs6: Marcos também não relata o encontro de Jesus com Nicodemos.
__________________________________________________

O relato de Lucas:
3:
19 – ”Sendo, porém, o tetrarca Herodes repreendido por ele por causa de Herodias, mulher de seu irmão Filipe, e por todas as maldades que Herodes tinha feito,”
20 – ”acrescentou a todas as outras ainda esta, a de encerrar João num cárcere”.

Obs1: Lucas não relata a prisão de João Batista.

Obs2: Ele omite o relato da prisão de João batista e começa a relatar desde a tentação de Jesus até o iniciar de seu ministério, que segundo Mateus e Marcos foi depois que João Batista foi preso.

4:
14 – ”Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galiléia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor”.
15 – ”E ensinava nas suas sinagogas e por todos era louvado”.
16 – ”E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga e levantou-se para ler”.
31 – ”E desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e os ensinava nos sábados”.
38 – ”Ora, levantando-se Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão; e a sogra de Simão estava enferma com muita febre; e rogaram-lhe por ela”.

Obs3: Lucas parece deixar implícito que Simão conhecia Jesus, quando relata a cura de sua sogra (4:38).

5:
1 – ”E aconteceu que, apertando-o a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré”.
3 – ”E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão”.
4 – ”E, quando acabou de falar, disse a Simão: faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar”.
5 – ”E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, porque mandas, lançarei a rede”.

obs4: Se Pedro não conhecia Jesus, por que ele o chamou de Mestre?

8 – ”E, vendo isso Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, por que sou um homem pecador”.
9 – ”Pois que o espanto se apoderara dele e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca que haviam feito,”
10 – ”e, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante, serás pescador de homens”.
11 – ”E, levando os barcos para terra, deixaram tudo e o seguiram”.

7:
18 – ”E os discípulos de João anunciaram-lhe todas essas coisas”.
19 – ”E João, chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir ou esperamos outro?”

Obs5: Como Lucas não relata a prisão de João Batista, e os demais Evangelhos (Mateus e Marcos) afirmam que isto ocorreu antes de Jesus iniciar seu ministério, eu afirmo a luz de Mateus e Marcos que João já estava preso quando enviou seus dois discípulos até Jesus.
_________________________________________________

O relato de João:
obs1: João relata um segundo encontro com João Batista e não o primeiro quando ocorreu o seu batismo.

Obs2: Mateus e Marcos não relatam o primeiro encontro de Jesus com André, Pedro, Tiago e João;

Obs3: Mateus, Marcos e Lucas não mencionam a cura da sogra de Pedro; não mencionam a transformação de água em vinho; não mencionam a purificação do templo; não mencionam o encontro de Jesus com Nicodemos, e iniciam seu relato direto a partir do encontro no mar da Galiléia.

Obs4: João não cita o encontro de Jesus com os discípulos na praia.

Obs5: João não relata a prisão de João Batista. Diz apenas em 3:24 que João Batista ainda não havia sido preso.

Obs6: Eu acredito que foi entre o cap.3 e o cap.4 de João que João Batista foi preso. Pois, em Jo 4:3 diz: ”Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judéia e voltou uma vez mais a Galiléia”.
Comparem:

Mt 4:12 – ”Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para a Galiléia”.
Mc 1:14 – ”E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus”

Lc 4:14 – ”Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galiléia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor”.

Jo 4:3 – ” deixou a Judéia e foi outra vez para a Galiléia”.

Os três primeiros textos dizem que Jesus inicia seu ministério a partir da prisão de João batista e em seguida vai para a Galiléia.

Agora, João não relata a prisão, e diz que depois do último “encontro” (o texto não diz que se encontraram de fato, comenta apenas a conversa de João Batista com um certo judeu) com João Batista (3:22-36) Jesus vai para a Galiléia.

Depois, Também o texto em Jo 5:35 parece deixar implícito que João já estava morto, pois Jesus diz:

”João era uma candeia que queimava e irradiava luz, e durante certo tempo vocês quiseram alegrar-se com a sua luz”.

Note que os verbos estão no passado. Ele não faria uso do verbo no passado se João ainda estivesse vivo. Por isso afirmo que João já havia sido preso antes do cap.4 de João e quando Jesus vai para a Galiléia no cap.4, João Batista estava preso à luz dos outros três evangelhos.

Obs6: Outra questão é que João não relata o chamado de Tiago e João no mar da Galiléia (Mt 3:21, Mc 1:19).
________________________________________________

Conclusão:
Foi somente a partir do Cap.4 de João, quando Jesus volta para a Galiléia, que o chamado definitivo que Mt, Mc e Lc dizem ter sido no Mar da galiléia, ocorre. E isto somente ocorreu depois da prisão de João Batista.

Portanto, à luz de todos os quatro evangelhos, não há nenhuma contradição!


Pipe

Um comentário: